Tão amiga, mas tão venenosa…

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Ela sempre me apoiava em tudo, mesmo quando eu estava errada. ⁣

Ela sempre me dizia frases que eu adorava ouvir:⁣

“Você está certa! Ele que está errado.”⁣

“Você não merece isso. É um absurdo.”⁣

“Como isso pode estar acontecendo com você! Você não fez nada!”⁣

“Se você não fosse tão especial, não estaria passando por isso.”⁣

“Isso está acontecendo porque essa pessoa está com inveja de você.”⁣

Bom, nós éramos inseparáveis. Eu não conseguia viver sem ela. ⁣

Tudo que acontecia de ruim na minha vida, ela tava lá me consolando. E eu ficava na esperança de que uma próxima vez as coisas aconteceriam completamente diferentes, pois foi só um azar momentâneo. ⁣

Até que um dia a minha ficha começou a cair. ⁣

Eu comecei a perceber que as situações ruins da vida me perseguiam. ⁣

Por mais que eu mudasse de relacionamento, de emprego, de amigos, eu tava sempre sofrendo pelas mesmas coisas.⁣

Foi aí que eu comecei a perceber que tinha alguma coisa errada. Que esses problemas estavam me acompanhando. Que tinha algo em mim que contribuía para aqueles acontecimentos. ⁣

É claro que minha amiga negou veementemente essa hipótese. Disse que todos estavam errados e eu tava certa. ⁣

Mas eu comecei a olhar pra ela com olhos desconfiados. Percebi que ela gostava de me ver ali, impotente, triste, e sempre pequena. ⁣

A possibilidade do meu crescimento era assustadora pra ela. ⁣

Tinha algo que ela fazia de tudo para que eu não visse: O MEU PODER. ⁣

Quando vi o quão poderosa eu era e que eu era capaz de mudar toda aquela situação, aí eu vi. ⁣

Minha melhor amiga era, na verdade, minha pior inimiga: A VÍTIMA. ⁣

Respirei e decidi me relacionar melhor. Escolhi para estar ao meu lado a partir de então, A AUTORRESPONSABILIDADE,