Atrair pessoas indisponíveis ocorre pelo medo de amar.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O amor é algo tão perseguido e tão temido.⁣

Num nível bem profundo da nossa inconsciência, por baixo de várias e várias camadas da nossa psique, o que sustenta essa busca por parceiros indisponíveis é o medo de amar. ⁣

Se nos entregarmos ao amor, nos tornaremos vulneráveis. ⁣

O que sustenta esse medo são os choques de dor que nossa alma já experienciou. Seja com parceiros ou com os primeiros amores da nossa vida: pai e mãe. ⁣

Passamos a compreender o amor de formas limitadas e a relacioná-lo com dores. ⁣

Todo esse conteúdo emocional é empurrado pro nosso inconsciente para que não fique às nossas vistas. Em seguida ele cai no esquecimento, passando a compor uma forma de agir e pensar automática e imperceptível. ⁣

Porém, existe um mecanismo interno de compulsão em recriar essas dores vividas. Esse mecanismo acontece porque houve um casamento entre nossa força vital (que representa o prazer) e as dores. ⁣

Essa força vital é vida e flui. Por isso as dores estão sempre “vivas” e reaparece diante de nós. ⁣

Buscamos parceiros indisponíveis para que nossas dores sejam RESsentidas. ⁣

ElXs irão ativar nossas dores e assim podemos confirmar o nosso MEDO DE AMAR. ⁣

Porém está oculta aí nesse acontecimento uma grande oportunidade de encontrar nossos obstáculos para o amor. ⁣

A indisponibilidade também pode ser emocional. Você pode ter um parceirx que é emocionalmente ausente. Isso é comum em casamentos.⁣

Todo esse mecanismo só pode ser desmontado com a consciência, através do trabalho do autoconhecimento e autotransformação.⁣

Tomar consciência dessas dores, liberá-las e ressignificá-las vai abrindo, pouco a pouco, nossa disposição de amar.⁣

Afinal, é isso que somos em essência: AMOR. ⁣

Você já atraiu pessoas indisponíveis, seja porque já possuem um relacionamento, porque não possuem a disposição de se comprometer ou por qualquer outro motivo? ⁣

Me conta aqui nos comentários!⁣

danielle.carneiro@gmail.com